Debate marca lançamento da publicação Parlamento e Racismo na Mídia

A análise, fruto da parceria do Inesc e da ANDI, traça um retrato apurado da maneira como as redações de diversas regiões brasileiras acompanham o envolvimento dos/as parlamentares na pauta específica da questão racial

Imagem

Na próxima quarta-feira, 20/3, a partir das 8h30, o Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) e a Frente Parlamentar pela Igualdade Racial e em Defesa dos Quilombolas realizam café da manhã para lançar a publicação “Parlamento e Racismo na Mídia”. O evento acontecerá no restaurante do Anexo IV da Câmara dos Deputados, que fica no 10º andar.

O café da manhã reunirá um público composto por representantes da sociedade civil que defendem a igualdade, acadêmicos, parlamentares e integrantes da mídia. A publicação foi realizada pelo Inesc e a pesquisa que a originou foi desenvolvida pela Andi: Comunicação e Direitos. O objetivo da análise é traçar o retrato apurado da maneira como as redações de veículos de diversas regiões brasileiras acompanham o envolvimento dos/as parlamentares na pauta específica da questão racial.

O cenário da falta de representação do/a negro/a no parlamento já é desolador. Embora representem mais de 50% da população brasileira, segundo o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, os/as negros/as são minoria no Parlamento brasileiro, representando menos de 10% do total de parlamentares. De acordo com levantamento realizado pela União de Negros pela Igualdade (UNEGRO), dos/as 513 deputados/as federais, somente 43 se reconhecem como negros/as. Dos/as 81 senadores/as, apenas dois são negros/as.

Se por um lado existe uma ausência dos negros/as no legislativo, a pesquisa demonstra também a dificuldade da mídia em tratar o tema racismo. Mais da metade dos 401 textos analisados (56,1%) não menciona o conceito de racismo. As notícias afastam-se do debate histórico, filosófico, sociológico e antropológico sobre o fenômeno, ainda que abordem mecanismos de combate ao racismo (tais como cotas e legislação na área).

Embora parte significativa das notícias (35,4%) admita a existência do racismo, a grande maioria (83,4%) do noticiário trata de maneira geral a questão da igualdade/desigualdade racial, o que não é o mesmo que tratar de racismo.

Debate do Café da Manhã

Durante o evento, será realizado um debate sobre o texto a ser lançado com a presença dos autores do estudo e especialistas sobre o tema. José Antonio Moroni, membro do colegiado de gestão do Inesc; Veet Vivarta, secretário executivo da Andi: comunicação e direitos; Luiz Alberto, deputado do PT/BA; e Cleidiana Ramos, jornalista do A Tarde, da Bahia serão os debatedores.

Onde: No restaurante do Anexo IV da Câmara dos Deputados, que fica no 10º andar

Informações:

www.inesc.org.br

Anúncios
Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: